Trabalhadores são resgatados em condições análogas à escravidão em obra de construção civil em Salvador

 Trabalhadores são resgatados em condições análogas à escravidão em obra de construção civil em Salvador
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

Oito trabalhadores foram resgatados em condições análogas à escravidão em uma obra de construção civil no bairro de Piatã, em Salvador, nesta sexta-feira (26).

Os homens moravam em uma casa próxima a obra, que teria sido liberada para uso dos trabalhadores pela pessoa que os acionou para as atividades na construção, segundo informações da  Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-BA). Ao chegar no local para realizar uma inspeção, os auditores constataram que a casa não tinha estrutura para abrigar as pessoas.

De acordo com relatório publicado pelos auditores responsáveis pela inspeção, a casa não tinha portas e nem piso no chão. Os pertences pessoais dos trabalhadores estavam espalhados, não tinha armários e o local estava sujo.

Também não havia na casa um local adequado para guardar os alimentos, não tinha banheiro em condições de uso e as instalações elétricas eram precárias.

No canteiro de obras, segundo a SRTE-BA, foram registradas irregularidades. A construção, máquinas e equipamentos foram embargados. Os trabalhadores vieram dos municípios de Nova Soure e Olindina, ambos no interior da Bahia.

Os próximos passos serão a quitação das verbas rescisórias pelo homem que selecionou os trabalhadores, com conferência dos valores pelos auditores-fiscais do trabalho; a entrega das guias de seguro desemprego do trabalhador aos oito trabalhadores e a lavratura, pelos auditores.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores