Salvador tem aumento de mortes no trânsito

 Salvador tem aumento de mortes no trânsito
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]


A capital baiana vem apresentando uma redução de 44% do número de acidentes no trânsito em 2020 quando comparado ao mesmo período do ano passado. No total, de janeiro a agosto, foram 1.535 acidentes em 2020, contra 2.753 em 2019.
Os dados são da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), que acredita que a queda no número de acidentes pode ser atribuída ao período da pandemia do novo coronavírus, quando o fluxo de veículos nas vias de Salvador caiu cerca de 40%.

Mortes – No entanto, apesar da redução, a cidade tem apresentado alta na taxa de letalidade desses acidentes durante a pandemia, ou seja, proporcionalmente o número de acidentes fatais foi maior que no ano passado. Os dados foram levantados a partir das mortes registradas nos hospitais e unidades de saúde da cidade – os números do mês de setembro ainda estão sendo computados.
Considerando os meses de abril a agosto, essa taxa foi de 6,4%, contra 2,8% no mesmo período de 2019, o que representou um aumento de 129%. De janeiro a agosto de 2020, os acidentes já vitimaram fatalmente 85 pessoas, contra 133 em todo o ano passado e de 113 em 2018.
A Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana) é a via onde houve mais mortes no trânsito este ano (de janeiro a agosto), com 10 registros – o dobro em comparação a 2019. A situação é inversa à de outra avenida bastante movimentada em Salvador – a Luís Viana (Paralela) registrou em oito meses cinco vítimas fatais, contra dez registros no mesmo período do ano passado.
Campanhas – O trabalho feito pela Transalvador visando reduzir o número de acidentes tem sido fundamental e já foi alvo, inclusive, de documentários e publicações internacionais. A autarquia promove constantemente campanhas educativas, a exemplo da Maio Amarelo, Seja o bom exemplo no Trânsito e a Vivo na Moto. Além disso, desenvolve ações que levam a educação para o trânsito para as escolas, através do programa Crianças Condutoras do Futuro.

Fonte: Prefeitura de Salvador

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores