Policial que fez comissária de refém em aeroporto, tinha destino a Bahia.

 Policial que fez comissária de refém em aeroporto, tinha destino a Bahia.
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

O policial militar Frederico Correia Resende que fez uma comissária de voo da GOL refém no aeroporto internacional de Guarulhos, São Paulo, estava afastado da corporaçaõ e viria para Bahia.  De acordo com o registro da ocorrência, feito na 3ª Deatur (Delegacia de Atendimento ao Turista), o PM teve um surto psicótico após ter sido liberado pela corporação paranaense para um tratamento psiquiátrico.  Resende afirmou que foi perseguido no voo até São Paulo e que esses perseguidores tinham a intenção de matá-lo e de matar seu capitão, apresentado apenas como Cézar.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores