Parlamentares querem investigação sobre R$ 1,8 bilhão gasto pelo governo em alimentação

 Parlamentares querem investigação sobre R$ 1,8 bilhão gasto pelo governo em alimentação
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

O Tribunal de Contas da União (TCU) recebeu representação nesta terça-feira para investigar a Presidência da República pelo aumento de 20% dos gastos do Executivo com alimentação em comparação a 2019. A informação é da coluna do Lauro Jardim, do Globo. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e os deputados Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES) pedem ao órgão que se debruce sobre dados revelados pelo Metrópoles. 

De acordo com a reportagem, no último ano, todos os órgãos do executivo pagaram, juntos, mais de R$ 1,8 bilhão em alimentos. Foram comprados arroz, feijão, carne, batata frita e salada, além de biscoitos, sorvete, massa de pastel e leite condensado. A lista de alimentos também tem itens como, geleia de mocotó, picolé, pão de queijo, pizza, vinho, bombom, chantilly, sagu e até chiclete. Só em goma de mascar, foram gastos R$ 2.203.681, 89. Molho shoyo, molho inglês e molho de pimenta somam mais de R$ 14 milhões do montante pago. A compra de vinhos representou um gasto de R$ 2.512.073, 59

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores