Otto Alencar diz que é “intempestivo” falar de eleições, mas admite que pode disputar governo baiano

 Otto Alencar diz que é “intempestivo” falar de eleições, mas admite que pode disputar governo baiano
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

O presidente estadual do PSD e senador Otto Alencar afirmou na manhã desta segunda-feira (08/03) ser “intempestivo” discutir, nesse momento de pandemia da Covid-19, sobre as eleições de 2022. Porém, pressionado pelo apresentador Mário Kertész, da Metrópole FM, o médico admitiu que pode disputar o governo baiano no ano que vem, a depender das “circunstâncias”.

Sobre a possível candidatura do colega de parlamento e aliado, Jaques Wagner, que já admitiu pleitear o cargo novamente, Otto disse que “é natural” o Partido dos Trabalhadores lançar a candidatura e ele aceitar.

“É o caso também do meu partido, o PSD. Nós temos 10 deputados estaduais, 6 federais, vários prefeitos. Toda hora lançam meu nome candidato a governador”, comparou.

“Posso ser candidato a governador ou não. Depende das circunstâncias de 2022 em março”, acrescentou.

“Eu devo antes ouvir aqueles que estão ao meu lado: deputados estaduais e federais. Se for bom para quem vai ser candidato comigo… Porque eu não posso tomar uma decisão singular. Eu tenho que tomar uma decisão no plural. É bom pra todos que vão me seguir? Se for bom para todos os candidatos, vamos fazer aliança. Eu toparei qualquer missão que me for concedida por eles, mas agora é muito precoce dentro dessa pandemia. Não é bom discutir isso agora, é intempestivo”, pontuou o senador baiano.

Otto disse ainda que 29 de março de 2022, que é comemorado o aniversário do município de Salvador, será o dia D. Lembrou que nesta mesma data lançou candidatura a deputado e o resultado foi positivo. “Essa data eu fui vitorioso… Premonição”, brincou o senador Otto Alencar.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores