Operação Backstage: Doze mandatos de busca e apreensão na Bahia

 Operação Backstage: Doze mandatos de busca e apreensão na Bahia
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

Doze mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva são cumpridos na manhã desta quinta-feira (11), em seis municípios baianos, durante a Operação Backstage, da Polícia Federal. A ação combate fraudes em licitações e desvio de dinheiro público no município de Palmas do Monte Alto, no Sudoeste da Bahia.

Com o objetivo de desarticular o esquema, os mandados são cumpridos também nas cidades de Sítio do Mato, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Pindaí e Sebastião Laranjeiras, todas também no sudoeste. As investigações começaram em 2019 e a PF observou que apenas uma empresa era vencedora das licitações, em contratos que somam R$ 3.153.924,29.

Um funcionário da prefeitura de Palmas do Monte Alto estaria direcionando os resultados das licitações. Ainda segundo as investigações da PF, houve a tentativa de um participante do suposto esquema criminoso de instruir testemunhas ouvidas na investigação.

Os investigados podem responder por associção criminosa e outros crimes. Mais detalhes ainda serão passados pela Polícia Federal. O nome da operação, “BACKSTAGE”, faz referência à palavra em inglês para bastidor, o que acontece por trás das câmeras, palco ou cenário.

No caso desta investigação, a palavra é relacionada à prática de reuniões prévias e secretas, para tratar dos termos do direcionamento de resultados das licitações.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores