Mulheres saem no tapa em fila de vacinação contra Covid-19 em Feira de Santana

 Mulheres saem no tapa em fila de vacinação contra Covid-19 em Feira de Santana
Campanha: Vacinação Jovens 2022 - PUP
Compartilha

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma verdadeira confusão entre duas mulheres na fila de um posto de vacinação contra Covid-19, localizado no município de Feira de Santana, a cerca de 100km de Salvador. O episódio ocorreu na manhã desta quinta-feira (26), na unidade localizada no bairro do Caseb, após, supostamente, uma das mulheres envolvidas na briga ter ficado inconformada com o fato de a outra ter tido prioridade na espera pela aplicação do imunizante.

Nas imagens, as mulheres se enfrentam aos socos, tapas e puxões de cabelo, enquanto testemunhas tentam conter a briga. Até mesmo profissionais que atuam no posto de vacinação precisaram agir para tentar controlar a confusão. Em determinado momento do vídeo, é possível ver uma das mulheres rasgando a blusa da outra, que fica quase despida.

Em entrevista ao BNews, o secretário de Comunicação de Feira de Santana, Edson Borges, detalhou o ocorrido. De acordo com o representante da pasta, uma das mulheres teria recebido prioridade por se tratar de uma paciente diagnosticada com depressão.

“Pelo que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) me informou, ocorreu essa briga porque uma dessas senhoras aí teria direito a prioridade na fila em razão de ela sofrer de depressão, comprovadamente com a receita de medicamentos, com a depressão e tal. A outra senhora não se conformou com essa prioridade que seria dada a ela para tomar a vacina, aí começaram a discussão e o desentendimento que resultou nessa briga aí, que se você observar, não envolve apenas elas duas, mas tem outras duas mulheres que se envolvem também na briga”, conta Borges.

“A situação foi apaziguada, como o vídeo mostra, por outras pessoas que estavam na fila e também por alguns funcionários do posto. A situação foi contornada e seguiu-se normalmente com a vacinação, não sendo necessária nenhuma interferência policial, nem nada de grave aconteceu”, acrescentou.

Apesar da confusão, a vacinação no posto não foi suspensa. “Logo em seguida a situação do posto foi normalizada e a vacinação continuou. Isso foi um desentendimento entre elas, especificamente. Não sei se depois disso aí alguma delas resolveu tomar alguma providência policial, no sentido de dar queixa uma da outra, isso eu não sei informar”, concluiu o secretário de Comunicação.

Questionado se depressão seria critério de prioridade na espera para a vacinação contra Covid-19 em Feira de Santana, o secretário informou que irá apurar o assunto com a Secretaria de Saúde do município.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores