LUTO: ex-presidente do Afoxé Filhos de Gandhy, Agnaldo Silva, morre aos 72 anos

 LUTO: ex-presidente do Afoxé Filhos de Gandhy, Agnaldo Silva, morre aos 72 anos
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

A Associação Afoxé Filhos de Gandhy está em luto. Morreu na manhã desta segunda-feira (5/4), o ex-presidente da instituição, Agnaldo Silva. Ele estava internado no Hospital do Subúrbio há dois meses, após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC). Agnaldo deixa esposa, filhos e uma legião de seguidores e admiradores.

Nascido em Salvador em 1949, ano de fundação do maior afoxé do mundo, o “Professor”, como era conhecido por todos, foi o dirigente que mais tempo ficou à frente da instituição. Eleito em 1996, foi responsável por abrir o afoxé para as novas tendências tecnológicas, sem perder as tradições que sempre acompanharam a instutuição desde a sua fundação.

Esteve à frente do projeto por 21 anos ininterruptos, deixando a cadeira em 2017, quando passou o bastão para o atual presidente, Gilsoney de Oliveira. Agnaldo Silva foi um ativador cultural, inquieto, que participou diretamente do movimento junino da Bahia e do Brasil.

Responsável pela informatização e inserção mídias sociais que possibilitaram uma melhor visibilidade no campo cultural; consolidou o tapete branco da paz em simbologia e devoção, elevando a marca Filhos de Gandhy da Bahia para o mundo.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores