Empresários da Av. Tancredo Neves dizem que local não deve ser para essa finalidade

 Empresários da Av. Tancredo Neves dizem que local não deve ser para essa finalidade
Compartilha
[wp_bannerize group="Pub - Inferior notícias" random="1" limit="1"]

Uma construção na região da Avenida Tancredo Neves, centro financeiro de Salvador, tem causado preocupação aos empresários do local. Segundo eles, a obra em questão se trata da construção da nova sede da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador) que deve deixar o Vale dos Barris e se instalar no novo espaço. A área em questão está localizada sobre um canal que corta a região, entre as ruas Frederico Simões e Alceu Amoroso Lima e que já foi motivo de discussão em outros tempos.

Para Luiz Blanc, presidente da Associação dos Empresários da Avenida Tancredo Neves (AETN), o espaço não deveria estar sendo utilizado com essa finalidade. “A idéia é de que o local fosse usado para ser urbanizado, o que já estava contemplado à época em que o loteamento foi criado. Era uma área para ter área verde e jardim. E nós, da Associação, já tínhamos como certo que depois que as invasões saíssem iríamos utilizar o espaço para esse fim. Mas, para nossa surpresa, a Prefeitura vendeu essas áreas para estacionamento”, afirmou o empresário.

Porém, os executivos da região tiveram um novo espanto quando, de acordo com Blanc, a gestão municipal teria readquirido a área para a construção da nova sede da autarquia. “Imagine o transtorno que vai ser, para uma área empresarial, seja do ponto de vista estético ou do ponto de vista ambiental, sem contar o trânsito que vai se formar uma vez que o loteamento não foi concebido para ter uma garagem de um órgão público que lida com veículos”, disse o presidente da AETN.

Para o dirigente, a construção seria irregular. “Eles estão construindo um galpão de porte que será utilizado como garagem e escritório. Isso vai afetar a estética do bairro e até mesmo a valorização dos imóveis”, lamentou. “Em último caso, se assim for decidido pela nossa assembleia, vamos entrar com uma ação no Ministério Público. Muitos empresários estão insatisfeitos”, salientou Luiz Blanc.

Procurada pela reportagem da Tribuna da Bahia, a assessoria de comunicação do órgão informou, por nota, que não há ilegalidade na implantação da sede da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) no local “visto que a instalação foi autorizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), órgão municipal competente para análise da viabilidade”.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores